Data

A voz da América Latina e do Caribe na Cúpula de Transformação da Educação
Vários marcos prepararam a trajetória regional até a Cúpula de Transformação da Educação (TES), convocada pelo Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, de 16 a 19 de setembro, em Nova Iorque.
TES

No cenário global, a América Latina e o Caribe contribuirão para a análise mundial sobre como reconstruir os sistemas educacionais após a pandemia, como reorientar os processos de aprendizagem e ensino - para hoje e para o futuro - e como fortalecer os esforços do mundo para alcançar as metas do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 4: garantir uma educação inclusiva, equitativa e de qualidade e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todas e todos.

Favoravelmente, a região tem sido ativa nesse processo. Como parte desses marcos, a participação de 20 países da região na III Reunião Regional de Ministros e Ministras da Educação da América Latina e do Caribe: «O direito à educação no contexto: recuperar e transformar», convocada pelo Ministério da Educação da Argentina e pelo Escritório Regional de Educação para a América Latina e o Caribe (OREALC/UNESCO Santiago) em 26 e 27 de maio de 2022, em Buenos Aires, foi de grande importância. Em sua declaração, os ministros e ministras da educação declararam a necessidade de uma ação urgente para recuperar e transformar seus sistemas educacionais, conclusões que foram uma forte mensagem da região para a Pré-Cúpula sobre a Transformação da Educação (28-30 de junho em Paris).

Além disso, OREALC/UNESCO Santiago lançou o relatório de monitoramento regional ODS4-Educação 2030, A encruzilhada da educação na América Latina e no Caribe, alguns dias antes da cúpula (8 de setembro). Este novo estudo identifica desafios e oferece boas práticas para orientar a tomada de decisões, tornando-o uma contribuição regional chave.

Outro marco significativo foi o processo de consulta nacional, no qual 29 dos 33 países da região definiram sua posição para a cúpula. Anteriormente, 18 dos 33 países da América Latina e do Caribe haviam participado da Pré-Cúpula sobre Transformação da Educação. Além disso, a Argentina e a Colômbia, como representantes regionais no Comitê Diretor de Alto Nível do ODS4 (HLSC, segundo sua sigla em inglês), transmitiram o feedback dos países no documento a ser apresentado no evento global: «Chamada para ação urgente do Comitê Diretor de Alto Nível do ODS4-Educação 2030 por ocasião da Cúpula de Transformação da Educação».

Por sua vez, alguns países da região se destacaram individualmente em vários pontos preparatórios desse evento global. Por exemplo, a Colômbia foi a co-líder na linha de ação temática 2 da Cúpula: "Aprendizagem e habilidades para a vida, o trabalho e o desenvolvimento sustentável". A importância dessas pistas de ação temáticas é que elas procuram mobilizar novos compromissos, destacando as intervenções políticas que funcionam e se baseiam em iniciativas e parcerias existentes - inclusive aquelas que surgiram em resposta à pandemia.

Da mesma forma, vários países da região estarão presentes em eventos paralelos e painéis ministeriais na Cúpula. Por exemplo, o Brasil, o Chile e o Equador estarão presentes no dia dedicado à mobilização da juventude (16 de setembro).

Ainda, durante o dia de soluções (17 de setembro): El Salvador estará envolvido no evento paralelo «Fomento de parcerias com múltiplos atores para promover a transformação da educação»; o Chile estará na sessão «Parceria para a educação ecológica: preparando todos os estudantes para as mudanças climáticas»; e o Equador, no espaço «Educação e aprendizagem em tempos de emergência e crises prolongadas». Também no mesmo dia, o Instituto Internacional de Planejamento Educacional (IIPE) da UNESCO, Escritório para a América Latina e o Caribe com sede em Buenos Aires, participará da sessão «Acelerando a aprendizagem na América Latina e no Caribe» como preâmbulo da sexta edição do Fórum Regional de Política Educacional, um dos primeiros eventos pós-cúpula na região. Co-organizado pelo IIPE UNESCO e OREALC/UNESCO Santiago, esse evento acontecerá de 4 a 6 de outubro de 2022 para abordar o desafio de «Como enfrentar a crise de aprendizagem na América Latina e no Caribe».

Por sua vez, Belize estará presente no dia 18 de setembro num painel relacionado com soluções para o desenvolvimento sustentável e sua ministra da Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia será uma das oradoras do painel ministerial «Transformar a educação para a prosperidade das pessoas e do planeta».

No dia dos líderes (19 de setembro), vários representantes do governo foram convidados a falar sobre «Parceria para uma educação ecológica: preparar todos os estudantes para as mudanças climáticas». Entre eles estão Guillermo Lasso, do Equador, o Presidente da Costa Rica, Rodrigo Chaves Robles, a primeira-ministra de Barbados, Mia Amor Mottley, e o Presidente do Paraguai, Mario Abdo. Finalmente, o Chile será um dos oradores do painel «Aprendendo a viver juntos».

Últimas publicações